77
Baseado em afetos reais

Juliana Pavarini e Trovão

Trovão foi deixado, junto ao seu irmãozinho, no depósito de uma loja de iluminação. Quando soube, quando vi sua fotinho que havia sido compartilhada por pessoas generosas que buscam lares para animais abandonados, sabia que ele seria nosso! Peguei meus dois filhos, Nalu e Davi e levei-os até onde o gatinho estava, sem dizer que estávamos indo lá para buscá-lo (era sonho deles ter um gato). Lá chegando, uma funcionária da loja nos levou aonde estavam os dois gatinhos. O Davi foi o primeiro a ver. Ficou encantado. Pedi para escolher um dos gatinhos ( mesmo sabendo qual eu queria). Ele escolheu o outro. Mas eu sabia que tinha que ser AQUELE. E convenci o Davi, dizendo que o Trovão tinha cara de ser mais dócil (mesmo não sendo o mais bonito). E levamos nosso gatinho pra casa. Ele está há um ano e dois meses conosco e é a criatura mais doce e querida! Apaixonado pelas crianças, protetor e amoroso! Tinha que ser ELE!